MELATONINA 3MG CÁPSULAS

Responsável pela regularização do sono, a melatonina também possui papel importante no estímulo do sistema imunológico.

Limpar

Consulte o prazo estimado e valor da entrega.

Não sei meu CEP

Descrição

BENEFÍCIOS
– Regularização do sono;
– Estimula o sistema imunológico.

COMPOSIÇÃO
MELATONINA
Melatonina é um neuro-hormônio endógeno produzido predominantemente na glândula pineal. Em indivíduos com visão normal a secreção de melatonina aumenta logo após a escuridão, picos no meio da noite e cai lentamente durante as primeiras horas da manhã.
Diversos estudos comprovam sua atuação na melhora dos parâmetros do sono. Pesquisas envolvendo 1.683 indivíduos demonstraram eficácia significativa na redução da latência do sono e aumento do tempo total de sono. A qualidade geral do sono foi significativamente melhorada em indivíduos que tomavam melatonina em comparação com placebo.
Pesquisas também foram realizadas para avaliar o uso de melatonina em pacientes do com transtornos do espectro autista (TEA), os resultados apontaram a melhora dos parâmetros do sono nestes pacientes e melhora do comportamento diurno. Tendo em vista que a melatonina apresenta notável poder antioxidante e os seus níveis diminuem com a idade, vários pesquisadores sugeriram que este hormônio exerce papel crucial na gênese de doenças neurodegenerativas. A melatonina não apenas sequestra radicais livres, mas também aumenta o potencial antioxidativo da célula, estimulando a síntese de enzimas antioxidativas.
Estudos associam o aumento de câncer de mama em mulheres e de próstata em homens que trabalham no período noturno e tem sua produção de melatonina afetada. Além disso, outras pesquisas têm revelado que a melatonina impede o crescimento dos tumores por inibir a angiogênese. O consumo da melatonina também ameniza alguns efeitos colaterais da quimioterapia.

QUAL A FUNÇÃO DA MELATONINA EM NOSSO ORGANISMO?
A melatonina é um hormônio ligado ao ciclo circadiano, ou seja, a forma como o organismo organiza suas funções quando estamos acordados e durante o sono. A substância começa a ser produzida na glândula pineal quando o dia escurece para ajudar o organismo se preparar para dormir. Ela atinge seu nível máximo quando estamos dormindo. Com o nascer do sol e a volta da claridade, a glândula reduz a produção de melatonina, o que sinaliza que é o momento de acordar.

ALGUNS FATORES COSTUMAM INFLUENCIAR NA PRODUÇÃO DE MELATONINA SÃO:
– Idade;
– Exposição a fontes de luz;
– Alguns medicamentos;
– Cegueira.

COMO CONSUMIR?
A melatonina é vendida no exterior em doses de até 10 miligramas. Normalmente quando ela é indicada para problemas do sono, os médicos orientam a consumir até 3 mg ao dia, entre uma e duas horas antes de dormir. Quando falamos em crianças, não há uma dosagem atualmente considerada segura, e o ideal é não oferecer esse suplemento hormonal a elas.

OBSERVAÇÕES AO SE UTILIZAR MELATONINA
Não há riscos no consumo de melatonina, apenas o perigo normal a quem tem alergia a algum composto da cápsula ou alergia à própria substância. Fora isso, a substância é segura.O consumo excessivo pode trazer problemas, mas consumindo até 10 mg ao dia não traz complicações. Entre os efeitos colaterais já observados no consumo de doses elevadas estão dor de cabeça e alteração na produção de alguns hormônios, como a prolactina. Além disso, alguns pacientes relatam uma maior produção de sonhos quando consomem o suplemento. Já as crianças podem ter um aumento nos pesadelos durante a noite.

PARA QUEM É INDICADO A MELATONINA
Como a melatonina é um hormônio relacionado ao ciclo do sono, hoje essa substância é indicada para quem tem dificuldade de começar a dormir, de manter o sono ou de ter um descanso de qualidade durante a noite.
Vale lembrar que melatonina pode ser interessante para o tratamento de alguns tipos de insônia, mas não funciona com todas, já que sua eficiência só é comprovada na indução inicial do sono.
Além disso, é importante ressaltar que a melatonina indicada para suplementação é uma dose muito maior do que o corpo libera. Estima-se que toda noite a glândula pineal solte para o organismo 0,1 mg de melatonina, e os compridos de hoje podem ter até 3 mg da substância. Por isso é importante seguir uma indicação médica ao consumi-la.

EFEITOS POSITIVOS DA MELATONINA EM ESTUDO
Pesquisador tem analisado outras funções para a melatonina além da melhoria do sono, como por exemplo:
tratamento da enxaqueca; melhora na resposta à quimioterapia; prevenção do câncer; tratamento da síndrome dos ovários policísticos; amenizar cólicas em bebês; glaucoma e catarata; hipertensão; depressão; diabetes; esclerose lateral amiotrófica (ela); acidente vascular cerebral; alzheimer;

A MELATONINA AUXILIA NO PROCESSO DE EMAGRECIMENTO?
Especialistas em endocrinologia explicam que o sono tem um papel importante no emagrecimento. No entanto, não é possível afirmar que o uso da melatonina em si ajuda a emagrecer. O que acontece é que durante o sono de qualidade, o corpo regula os hormônios relacionados à saciedade (a grelina e a leptina). Quando se dorme pouco ou se tem um sono de baixa qualidade, esses também hormônios atuam de forma piorada, fazendo com que a pessoa coma mais até conseguir se sentir satisfeita.
Ou seja, quem dorme melhor consegue controlar o peso de forma mais eficiente, e a melatonina pode ser aliada nesse processo. No entanto, fatores como uma alimentação balanceada e prática de atividade física também são determinantes no emagrecimento, tanto ou mais do que uma noite bem dormida.

EFEITOS COLATERAIS
– Fadiga e sonolência excessiva;
– Falta de concentração;
– Agravamento da depressão;
– Dor de cabeça e enxaqueca;
– Dor de barriga e diarreia;
– Irritabilidade, nervosismo, ansiedade e agitação;
– Insônia;
– Sonhos anormais;
– Tonturas;
– Hipertensão;
– Azia;
– Aftas e boca seca;
– Hiperbilirrubinemia;
– Dermatite, erupção cutânea e pele seca e coceira generalizada;
– Suores noturnos;
– Dor no peito e nas extremidades;
– Sintomas de menopausa;
– Presença de açúcar e proteínas na urina;
– Alteração da função hepática;
– Aumento de peso.

A intensidade dos efeitos colaterais vai depender da quantidade de melatonina ingerida, quanto maior a dose, maiores serão os riscos de sofrer com algum destes efeitos colaterais.

SUGESTÃO DE USO
Tomar uma cápsula uma vez ao dia ou conforme orientação de um profissional habilitado.

INDICAÇÕES
– Regularização do sono;
– Estimula o sistema imunológico.

ADVERTÊNCIA
“Se persistirem os sintomas, o medico ou farmacêutico deverá ser consultado”
“Evite a automedicação. O medicamento mesmo livre de obrigação de prescrição médica merece cuidado”
“As indicações postas não se tratam de propaganda, e sim de descrição do produto”
“Consulte sempre um especialista”.
“Manter em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz do calor e da umidade. Nestas condições o medicamento se manterá próprio para o consumo respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.”
“Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.”
“As imagens postas são meramente ilustrativas”.
“É contraindicado em caso de hipersensibilidade ao princípio ativo ou a qualquer componente da fórmula. Não deve ser utilizado por mulheres grávidas, lactantes e pacientes com históricos restritivos à produtos similares. Consulte, sempre que necessário, um profissional legalmente habilitado para orientações.”
“As indicações dos produtos são baseadas no conhecimento científico do profissional farmacêutico e laudos de aquisição dos produtos junto aos fornecedores autorizados pela ANVISA”.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
As Referências Bibliográficas se encontram em nosso departamento técnico farmacêutico, baseadas nas literaturas e materiais de nossos fornecedores.

Informação adicional

Peso 0.100 kg
Dimensões 0.07 x 0.07 x 0.09 cm
Marca

Tipo de Medicamento

Manipulado

Gênero

Unissex

Quantidade

30 Cápsulas, 60 Cápsulas, 90 Cápsulas

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “MELATONINA 3MG CÁPSULAS”
0